BOMBA: Instituto quer 6 meses para realizar concurso já iniciado em Itapecuru Mirim
01/07/2019 20:56 em Itapecuru

No mesmo dia em que a câmara de vereadores de Itapecuru Mirim aprovou o parecer da comissão responsável em analisar o projeto de lei nº 16/2019 de autoria do prefeito Miguel Lauand, foi divulgado novo cronograma de execução do concurso público do município por igual período.

Como a matéria do site Itapecuru Webradio havia previsto semana passada, a ideia da gestão Miguel Lauand é protelar ao máximo a realização do já desacreditado concurso público para provimento de cargos na administração municipal. No início do ano o certame foi suspenso por irregularidades na aplicação das provas e os candidatos, desde então, aguardavam publicação de novo instituto, dias, locais e horários das provas.

O novo cronograma de execução do concurso é um "tapa com luva de pelica" no Ministério Público local. Fica evidente a tentativa de ignorar as investidas promotoria que quer garantir a realização do concurso em, no máximo, três meses (ou seja, 90 dias). O documento vem sendo encarado como uma afronta pelos candidatos inscritos, para eles "a ideia é levar para 2020, que é ano eleitoral, e mastigar até o período vedado para contratações, nomeações etc". Declararam.

O mais estranho é que a prefeitura não fez sequer uma publicação nas redes sociais para divulgar as novas datas informadas pelo Instituto Machado de assis, parece que não há uma vontade em fazer com que os candidatos saibam o que realmente está acontecendo e como devem proceder. Até a conclusão desta matéria nenhuma das páginas da prefeitura ou do prefeito havia dado destaque e mencionado o novo cronograma, para consultar CLIQUE AQUI.

Nossa equipe entrou em contato com o promotor Igor Adriano, respondendo pela 1ª prmotoria da comarca de Itapecuru, que disse estar atento e já ter solicitado informações complementares sobre as contratações temporárias da atual e de gestões anteriores. Para entender melhor, CLIQUE AQUI para ler matéria veiculada no último dia 28 de Junho de 2019.

A data prevista para disponibilizar o documento de confirmação de inscrição e divulgação dos locais das provas objetivas é próximo dia 06 de Agosto. A aplicação das provas, segundo o instituto, será dia 25 do mesmo mês (1ª aplicação) e 01 de Setembro. Os gabaritos serão divulgados 1 dia após a aplicação. Os candidatos deverão consultar o site da entidade para ter acesso à lista. CLIQUE AQUI

Estranho também é que as provas serão aplicadas um dia, no outro divulga-se o gabarito das objetivas e os candidtos poderão interpor recurso em até 48h. Mas o cronograma diz que só após quase 1 mês será apresentado o gabarito "oficial" e após a contestação dos inscrito (?!?!). O mês de Julho foi ignorado e poderia muito bem antecipar todo o processo. Fica evidente o intuito de estender as datas ao máximo, implantando prazos longos e etapas que são irrelevantes como separar recursos para prova e outro para gabarito. A pontuação será alterada de qualquer forma caso haja erros na prova ou no gabarito, portanto se houver anulação os pontos são para todos. E lá se vão 3 meses somente nesta perda de tempo citada.

Da convocação para a entrega de títulos até a divulgação do resultado final da análise de titulação são exatos 1 mês e 3 dias. Extamente de 06 de Outubro a 14 de Novembro. Já o prazo entre a divulgação do resultado final preliminar (18/11), período de recurso para contestação(19 e 20) e resultado definitivo do concurso (22/11) são apenas 4 dias. Enquanto a prefeitura não confirma ou nega a oficialidade do cronograma, os candidatos aguardam que o Ministério Público garanta a realização do certame em apenas 3 meses.

Fonte: Da Redação

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!