Itapecuru: Está ruim? Pode ficar ainda pior, prefeito e vereadores querem ir até 2022
07/04/2019 11:06 em Itapecuru

"Nada é tão ruim que não possa ficar pior", este provérbio inglês vem bem a calhar no início desta semana em Itapecuru Mirim, a 114 Km da capital São Luís.

De acordo com um Projeto de Emenda Constitucional (PEC) de autoria do ex-senador pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no estado de Roraima, Romero Jucá, os prefeitos e vereadores eleitos em 2016 poderão ter seus mandatos estendidos até 2022. Ou seja, ganhariam mais 2 anos no exercício do cargo.

O objetivo da PEC 71/12 é estabelecer a coincidência geral das eleições, estendendo em dois anos os mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores como parte de uma reforma política proposta anteriormente.

Segundo informações do jornal O Imparcial deste domingo (07), os prefeitos de todo o Maranhão pleiteiam a prorrogação do mandato sob o pretexto de cortar gastos com o processo eleitoral. O jornal ludovicense traz entrevista favorável à medida com o presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Erlanio Xavier, que recentemente esteve na cidade.

O prefeito de Itapecuru, Miguel Lauand (PRB),  representa o município na FAMEM e não se pronunciou sobre o assunto, mas nos bastidores há quem afirme veementemente que se a PEC entrar em pauta Miguel não só será favorável como pleiteará um novo mandato. Isso daria a ele, em vez de 4, 10 anos da atual administração; também todos os 15 vereadores acompanhariam o movimento.

Esta possibilidade começa a mexer com os itapecuruenses de maneira tanto positiva como negativa. Para muitos o município está de vento em popa, como mostrou o prefeito nas páginas de uma revista lançada recentemente com obras e ações "realizadas" pela gestão Miguel Lauand. Já para outros seria um ato de covardia para com a população, visto que (para estes) a cidade está um caos e a revista distribuída pela prefeitura foi uma verdadeira afronta à inteligência do povo itapecuruense que sofre com a situação calamitosa nos quatro cantos da cidade.

Nossa equipe consultou a tramitação da PEC 71/12 no sistema de informações do senado e de acordo com os dados a proposta foi arquivada ao final da última legislatura, na data de 21 de dezembro de 2018. Consta atualmente como tramitação encerrada e local de destino desde 28 de dezembro de 2018 é a coordenação de arquivo. Para consultar por si mesmo, o internauta pode CLICAR AQUI.

É aguardar para ver os próximos capítulos dessa novela.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!