Prefeitura tenta desqualificar notícia e comete crime contra o ECA
04/04/2019 14:56 em Itapecuru

A prefeitura de Itapecuru Mirim, numa tentativa desesperada de negar o inegável, tentou desqualificar matéria da Itapecuru Webradio a respeito de denúncias sobre transporte escolar.

No dia de ontem, quarta-feira (03), um assessor de imprensa do município divulgou nota de "esclarecimento" tachando de fake news (notícia falsa, em inglês) informação enviada por um internauta com fotos de ônibus do transporte escolar que atolou reincidentemente na rua São Domingos, bairro Rodoviária.

Quem enviou as fotos e relatou a revolta de alunos e pais foi Antônio Djalma, morador da rua e também indignado com a situação. Esse cidadão itapecuruense que paga seus impostos e mostra-se revoltado com o descaso da prefeitura que é chamado de mentiroso quando tacham de fake news a informação veiculada pelo site Itapecuru Webradio. Isso mostra bem o nível de desrespeito da gestão Miguel Lauand (PRB) com a população.

Na tentativa desesperada de desqualificar a notícia publicada por nossa redação, a prefeitura cometeu crime contra o Estatuto da Criança e do Adolescente infringido o Artigo 17 que garante a cidadãos menores de 18 anos a "preservação da sua imagem, identidade, autonomia, valores, ideias e crenças, espaços e objetos pessoais. Além da inviolabilidade física e psíquica".

Ao publicar foto do interior de um dos ônibus do programa Caminho da Escola, que faz o transporte escolar, expondo crianças sem a tarjeta ou venda nos olhos para salvaguardar a identificação destas, há flagrante de crime contra o ECA. Alô Ministério Público, alô Conselho Tutelar!

Talvez seja o caso da assessoria de comunicação, ou o assessor Desenhista, consultar a assessoria jurídica da prefeitura antes de publicar tais ilicitudes. Ou quem sabe o assessor Desenhista busque ler mais para não pôr em risco, com seus devaneios, uma equipe de bons profissionais que trabalham no setor.

Certamente se o Desenhista tivesse lido a nota de esclarecimento escrita pelo pessoal do jornalismo da própria equipe, veria que lá consta a confirmação de que o fato realmente aconteceu. Portanto, não há inverdades na matéria.  O que há é uma tentativa de eximir de culpa a administração municipal. Ou seja, o Desenhista responsável em produzir o flyer que ilustra a nota, ávido em inutilmente tratar um fato verdadeiro como notícia falsa, esqueceu de fazer o óbvio: seguir o raciocínio dos profissionais que o rodeiam.

Para ler a matéria sobre o transporte escolar na íntegra CLIQUE AQUI. Abaixo veja fotos da situação de descaso com parte da frota de veículos do programa Caminho da Escola doada ao município pelos governos Lula e Dilma.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!